terça-feira, julho 12, 2005

Amores Imperfeitos

É fresca, é jovem, é melodiosa, cheira a Verão... é assim a voz de Viviane no seu primeiro álbum a solo. Os seus Amores Imperfeitos, ao vivo, levaram-me a vaguear por vários géneros musicais, fechei os olhos e, enquanto ela dançava no palco, senti o fado, o jazz e o tango.
Viajei.
Com uma voz de timbre estranho e uma maneira de cantar muito própria, ela interpretou ali , a pouco mais de dois metros de mim… o Fado Mambo, A Vida Não Chega e o Sonho Lindo.
Acabei por passar uma tarde agradável, consumindo devagar pequenos momentos mágicos sem pressas… com espaço para entrar em mim e dançar entre as minhas memórias.
Gostei.

2 Comments:

Blogger jota said...

Este comentário foi removido pelo autor.

5:55 da tarde  
Blogger dona do blog said...

Reparei e lembro-me bem!!!
Ou seja, queres tu insinuar... tardes de Amores Perfeitos :)

Concordo!

6:04 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home