segunda-feira, junho 27, 2005

E quando o teu sol estiver tapado?


Fiquei a pensar no que me disseste… Gosto de conversar contigo. Tu sabes.
A nossa empatia e intimidade cresceram devagarinho, sem pressões ou expectativas. Lembro-me bem do dia em que me revelaste que já me contaste mais da tua vida do que a muitos dos teus melhores amigos. Amigos de longa data. Se calhar por isso mesmo, porque não partilhei contigo essa vida, esses assuntos, ou se calhar esta nossa empatia é mesmo especial e, há conteúdos que só se compartem em momentos assim, únicos.
Sabendo o quanto gostas de me provocar, raramente te levo a sério…
Mas desta vez foi diferente. Senti-o.
Sentiste-o também tu. Não brincaste, não me provocaste, disseste-me calma e pausadamente, com a segurança que sempre me demonstraste, sem eu te pedir conselhos…
- Há mais mundos além do teu. A vida é maior que as pessoas que conheces, tu és muito mais do que aquilo que pensas.
Tomaste-te de coragem e em monólogo prosseguiste:
- E se um dia acordares e já não puderes ficar. E se um dia o que não pedes, mas que te faz falta, for já demasiado pesado. E se essas condições forem, nesse dia, maiores que o mundo e te taparem o sol?
Abre o mundo, vai à procura, pode haver mais….

Fiquei a pensar no que me disseste… Gosto de conversar contigo. Tu sabes.

1 Comments:

Blogger Isis said...

até eu gostei de conversar "com essa pessoa" ao ler o post!

12:29 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home