terça-feira, agosto 12, 2008

E um dia voltei

Voltei como se nunca daqui tivesse saído.

Na verdade não saí. Andei por aí a apurar os sentidos para poder contar a minha história.

A verdadeira.

Escrever o que sou.

Escrever.

E o que escrevo não se parece comigo. Outras vezes penso e dentro de mim o que desenho é exactamente o que sou. E sempre que me vejo perante estes momentos, que não sei se são meus, nem faço ideia onde os devo arrumar, tenho vontade de me esconder, em silêncio, à espera que o mundo avance, sem mim, enquanto eu estou fechada a pensar em tudo o que gosto. Palavras simples. Praia, mar, água, vento, sol … Repito. Praia, mar, água, vento, sol… Repito enquanto faço figas para que o mundo avance.

E tenho a boca cheia de palavras e o coração cheio de histórias.

Aqui estou.

Etiquetas:

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Eia...bem vinda então!

Alexandre

10:31 da manhã  
Blogger CatarinaNCosta said...

Olá, não me conheces, mas andava a ver blogs pela net, encontrei o teu, li umas coisas e gostei bastante! Este post então, está mesmo muito bom! "E sempre que me vejo perante estes momentos, que não sei se são meus, nem faço ideia onde os devo arrumar, tenho vontade de me esconder, em silêncio, à espera que o mundo avance, sem mim, enquanto eu estou fechada a pensar em tudo o que gosto." lindíssimo... compreendo perfeitamente!

9:22 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá.

Foi tão curto o teu regresso...
Mas apetitoso, como sempre.
Como eu te compreendo!
Eu, nem sequer regressei. Já nem eu próprio visito o meu blog.
Continuo por aqui, atento.

Pedro.

12:02 da manhã  
Blogger Ísis Osíris said...

Custa muito regressar e encontrar as rotinas antigas!

9:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home