quinta-feira, setembro 09, 2004

Dia não. No telejornal um agricultor estava a dizer que a colheita de castanhas será fraca. Logo agora. Pouca sorte…..
Este ano que planeava levar-te à aldeia e, no início do Outono, subirmos de mão dada a encosta, parar em casa da D. Maria, caseira dos terrenos, pegar num cesto, passar a correr pela cerca e descer outra vez até à Lagoa.
Aí iríamos rir à sombra dos castanheiros que os meus avós acarinharam. Eu iria fugir de ti, a correr, até à ribeira, mas com muito cuidado para não cair….
Depois, deitavas-te no chão a ler, e eu ficaria a olhar as nuvens e a inventar histórias de encantar para cada uma delas: castelos, dragões, fadas, monstros, vilões.
Ao fim da tarde levávamos todas as castanhas que conseguíssemos carregar e fugíamos para casa. Fechávamos a porta depressa, encerrando o mundo lá fora. Já dentro, com a lareira acesa e a casa de pedra habitada outra vez, podíamos viver só de nós e de castanhas assadas.
Mas no telejornal um agricultor estava a dizer que a colheita de castanhas será fraca. Logo agora. Pouca sorte………

1 Comments:

Blogger chalabi red said...

e o que é que esse locutor sabe das TUAS castanhas ?

11:14 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home