quinta-feira, dezembro 22, 2005

retalhos açucarados de uma manhã qualquer

Escuta-me, tenho tantas histórias para contar.
Vou ouvir-te como se a tua voz fosse a minha.
Acredito em desafios, em percursos… em bons ventos.
Acredito na força das coisas frágeis.
Consigo distinguir-te até de olhos fechados.
Não gosto de plateias, a minha vida é no palco.
Rio-me e lanço a minha arma secreta.
O teu amor preenche-me, povoa-me de cor.
Continuo nas nuvens, vem comigo. Sonha o que quiseres, sonhos grandes como tu.
Acredito na raiz dos sonhos, nos instantes mágicos… nos finais felizes.


É assim que por estes dias começo cada manhã.
Estou sem ti na mesa do café e olho através do vidro o mundo que passa do lado de fora. Leio mas a música alta e as conversas nas mesas ao lado distraem-me.
Bebo devagar o galão, sempre muito quente, e observo quem está nas outras mesas, são quase sempre os mesmos.

E agora, a cada manhã, descubro frases diferentes nos pacotes de açúcar que nunca utilizo.( Não consigo beber chá, café ou leite com açúcar, nunca consegui….)
Assim, acabam em casa no meio do conjunto de pacotinhos de açúcar que digo coleccionar.
Há anos que carrego pacotes de açúcar que aos meus olhos parecem ser merecedores de se amontoarem lá em casa.

E no meio deste ritual matinal encontrei a campanha publicitária Natal 2005 do café Delta. Descobri retalhos açucarados, muito doces e gentis que são capazes de encher o dia.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ainda não encontrei essa colecção mas pelo que contas são frases bem bonitas. Gosto bastante do que leio no teu blog... keep on the good work :)


Xana

5:35 da tarde  
Blogger Retalhos Açucarados said...

Olá, estou criando um blog (Sugary Patchwork -retalhos açucarados) e quando fui pesquisar se já havia algo com este nome me deparei com seu texto e me encantei com seu cantinho ;)
Gostaria de saber se posso utilizar parte deste texto em meu futuro blog, com os devidos créditos e link.
Att,
Denise Costa
http://sugarypatchwork.blogspot.com

3:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home