segunda-feira, janeiro 09, 2006

meias pretas



Queres chegar a casa depressa. Estás no carro, esperas e todos os teus pensamentos te levam a mim. Eu sou os segundos, os minutos, as horas, ouves o teu coração a bater mais depressa. Fechas os olhos e sentes… Sentes os meus lábios molhados, tão carnudos… Passas a mão direita pela tua perna e antecipas já o momento em que vais sentir em ti a minha pele morena, quente e macia.

Chegas. Entras em silêncio. Atravessas a porta entreaberta. O quarto está quente. É Inverno. A luz que irradia da lareira ilumina-me… Sorris.

Aproximas-te e abraças-me.Finalmente estás completo, feliz, reencontrado contigo em mim… Tocas-me devagar e demoras-te na renda das minhas meias pretas. Beijas-me os pés. Beijas-me a carne. Tomas-me a boca.

Queres-me tua.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Cheira a pecado este post...quero...

Excelsior

6:52 da tarde  
Blogger jota said...

Este comentário foi removido pelo autor.

11:18 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Aí está uma resposta à altura.
Se é que és tu que a tomas.
Dito assim, até soa a algo um pouco machista, mas o final é brilhante.
" E a foto, na realidade, não lhe faz justiça."
Até pode não ser verdadeiro, mas as mulheres adoram... quando mentimos... em favor delas.
Eu também acho a dona deste blog muito interessante, mesmo sem lhe conecer as pernas.
Continua por aí.

3:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home